MAPA FITRAE MTMS
FITRAE MTMS

Filiada a:

ConteeCTB

Publicado em 7 de Nov. de 2017 às 13:03 - Notícias Fitrae

Trabalhadores do setor privado de ensino de MT e MS participam do VII Confitrae

No dia 11 de novembro, data que entra em vigor a Reforma Trabalhista, professores e trabalhadores da educação do ensino – setor privado – de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul se reúnem, em Campo Grande (MS), para discutir e elaborar estratégias para a valorização profissional. Participarão do VII Confitrae MTMS (Congresso da Federação Interestadual dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino dos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul), o evento ocorrerá das 8h às 18h, na sede do SINTRAE-MS (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino no Estado de Mato Grosso do Sul), na ocasião ocorrerá a eleição da nova diretoria da Federação.


Preocupados com o atual cenário político do país, um dos temas centrais será a Reforma Trabalhista, vista negativamente pela categoria. “Nos preocupa pois a Lei 13.467 altera mais de 100 artigos da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), foi votada com muita rapidez em pleno período na qual foram comprovadas corrupções dos nossos representantes parlamentares, em meio a uma crise política sem a participação popular, enfraquece a justiça do trabalho, sindicatos, enfim, os trabalhadores. Hoje, há alguns juízes, representantes de classes e até mesmo integrantes do Ministério do trabalho contrários à referida reforma”, destaca o presidente da Fitrae MTMS.


Durante o evento, serão analisados os possíveis impactos danosos da reforma aos profissionais do ensino privado e elaboradas estratégias com o objetivo de resguardar a categoria, também, intensificar os movimentos para manifestações contra a Reforma da Previdência Social.


 “Estamos mobilizados para  o número de participação da sociedade, porque só venceremos essa luta com o apoio de cada cidadão, ainda podemos evitar “o fim da aposentadoria”. Na base da federação, estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a luta está forte, os trabalhadores da educação, do setor privado, não aceitam tanta maldade com os trabalhadores e refutam o falso argumento de rombo da previdência que já foi negado por economistas e especialistas da área. Enquanto o governo perdoa dívidas milionárias de grandes empresas e bancos, cobra do trabalhador uma dívida que não lhe pertence” destaca-se o presidente da Fitrae MTMS.


Fonte: Adriana Miceli - Fitrae MTMS

    Escolha a sua rede social e compartilhe a informação
Rua Antonina de Castro Faria, 393, Monte Castelo, Campo Grande/MS - CEP 79010-370 - Fone: (67) 3356-0929 / 3356-0243