MAPA FITRAE MTMS
FITRAE MTMS

Filiada a:

ConteeCTB

Publicado em 11 de Dez. de 2014 às 08:42 - Educação

Diretor da CNTE é o novo coordenador-geral do Fórum Nacional de Educação

O secretário de Assuntos Educacionais da CNTE, Heleno Araújo, foi eleito hoje (9) o novo coordenador-geral do Fórum Nacional de Educação (FNE). A escolha, por unanimidade, aconteceu no edifício sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília, durante reunião do pleno do FNE.


Quem deixa a coordenação do FNE, é Francisco das Chagas Fernandes, representante do Ministério da Educação (MEC) dentro do organismo. De acordo com o Regimento Interno do Fórum, a administração do órgão deve ocorrer em caráter de revezamento entre poder público e sociedade civil, sem possibilidade de reeleição. O novo coordenador assim passa a ser representante de uma entidade civil.


Segundo a assessoria do FNE, Heleno destacou que a nova responsabilidade, embora pese nos ombros, é compartilhada com todos os integrantes do Fórum. Ele também frisou que, após tantas lutas pela educação, é hora de aprofundamento. “Agora, temos de aprofundar na perspectiva de que de fato a educação seja debatida em todos os espaços deste país. Para que ela seja de fato prioridade no discurso e na prática para mudarmos a realidade brasileira.”


Já Chagas enfatizou que a alternância é fundamental para o Fórum Nacional de Educação. “Acredito que o FNE é muito plural, por isso precisa ser mais democrático. Esse revezamento faz com que essa pluralidade se aprofunde cada vez mais”.


Novas entidades


Nove novas entidades passaram a integrar o Fórum Nacional de Educação a partir desta terça-feira. São elas: Movimento Interfóruns da Educação Infantil do Brasil (Mieib), Fóruns de Educação de Jovens e Adultos (Fóruns EJA), Fórum Nacional de Diretores de Faculdades (Forumdir), Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped), Centro de Estudos Educação e Sociedade (Cedes), Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (Anec), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Fundação do Ministério da Educação (MEC), Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).


Segundo o Regimento Interno do FNE, entidades nacionais que tenham interesse em fazer parte do Fórum, devem enviar seus pedidos até outubro de cada ano. A solicitação passa por apreciação do pleno. Após a criação do FNE, este é o segundo momento em que novas entidades ingressam no organismo.


Conae/2014


Durante esta terça-feira, os membros do Fórum também fizeram uma avaliação prévia da etapa nacional da Conferência que ocorreu no último mês. O balanço foi positivo, mas, para uma avaliação mais detalhada, foi eleita uma Comissão que fará uma análise quantitativa e qualitativa Conae. Essa avaliação será apresentada na próxima reunião do pleno do FNE.


Já o Documento Final da Conae, que reúne todas as propostas aprovadas pelos delegados e delegadas de setores e segmentos para a educação brasileira, teve o texto referendado pelo FNE. Agora, após a etapa nacional, ele passa por um processo de ajuste. Depois, será entregue aos consultores que elaboraram o Documento-Referência para revisão na mesma perspectiva em que foi redigido o primeiro texto de discussão da Conferência.


Fonte: Contee com informações do FNE

    Escolha a sua rede social e compartilhe a informação
Rua Antonina de Castro Faria, 393, Monte Castelo, Campo Grande/MS - CEP 79010-370 - Fone: (67) 3356-0929 / 3356-0243